Motivação é Tudo

Motivação é Tudo

Assim como na vida, motivação é um fator crucial no aprendizado de uma língua estrangeira. Existem os mais variados motivos pelos quais as pessoas decidem aprender uma nova língua, muitas vezes motivos externos ou alheios à vontade delas, como uma exigência do emprego, uma exigência do currículo escolar, ou o clássico caso da criança ou adolescente que vai para um curso de língua por escolha dos pais.

Na maioria das vezes o resultado é até satisfatório. Muita gente tem um talento inato para o aprendizado de línguas e consegue fazer um bom progresso mesmo sem maiores esforços. No caso de crianças e adolescentes o processo é ainda mais fácil. Contudo, há aqueles que têm mais dificuldade e “se arrastam” ao longo do curso sem mesmo chegar a qualquer percepção de aprendizado. Mas nada, nenhum resultado se compara ao momento em que surge uma motivação pessoal seja da origem que for. De repente, aquele aluno que encarava a missão de aprender uma língua estrangeira como um fardo imposto e contra o qual ele lutava penosamente, passa a encarar o desafio como uma prioridade em sua vida. É como se aquele setor da vida tivesse ganho uma injeção de combustível e passado a rodar em uma velocidade nunca antes imaginada.

Um caso recente foi o de um aluno que não tinha gosto pelo curso, aprendia por escolha dos pais, o que resultava num progresso lento e sem muito brilho. De repente, numa viagem de intercâmbio, fez novos amigos, se identificou com o estilo de vida local, se apaixonou pela escola e resolveu que lá era onde queria viver. Na volta, ao passar pelo processo de transferência, que exige um certificado internacional, cartas, entrevistas, entre outros, aquele mesmo aluno se tornara outra pessoa, interessada, dedicada, disposta a fazer em um mês o que não havia feito em anos de estudo.

É exatamente aí que a abordagem de Coaching no ensino de uma língua estrangeira pode fazer a diferença. Se pensarmos na origem do Coaching – o esporte – temos uma imagem bem clara do papel do Coach, incentivando, animando e inspirando o Coachee a alcançar seu objetivo. No esporte essa motivação intrínseca, interior, é o que move o esportista em direção ao título, ao troféu, à vitória. E é aí que o Language Coach procura fazer um paralelo, levando seu Coachee/aluno a querer aprender sempre mais. Quanto mais progresso o Coachee fizer e tiver esta percepção, maior será sua motivação. Aluno motivado e Coach insuflando a motivação só podem resultar numa parceria de sucesso garantido.

Estudos de psicologia atestam que a motivação afeta os processos cognitivos levando a um melhor desempenho, e que a motivação intrínseca é muito mais benéfica do que a motivação extrínseca. A motivação ajuda a determinar a meta, dando foco ao processo de Coaching, o que faz com que periodicamente Coach e Coachee possam rever e reavaliar o caminho que estão seguindo e o progresso sendo feito tendo em vista a linha de chegada.

Para o sucesso do processo é necessário que haja confiança e parceria de ambas as partes, trabalho duro e dedicação, que incrementados pela fagulha interna da motivação podem fazer a diferença crucial entre o querer e o poder.

Você também pode gostar

Deixe um Comentário